RELACIONADOS



categorias

11 de junho de 2018

#MONDAY (Projeto conte sua história)



Olá, como estão?

Desculpem o sumiço... A vida está uma grande loucura com o trabalho, a faculdade e tudo mais, e estou me organizando para ver se consigo publicar mais um livro esse ano.
Eu estou tentando encontrar algo que me inspire, para escrever coisas bonitas para vocês, porque a vida real está demais, e as responsabilidades e o tempo não me dão brecha pra derramar uma lágrima sequer, quem dirá escrever sobre tais.

Faz um tempo que eu havia organizado alguns projetinhos para o blog, só que não tive tempo para expor a vocês, e quero voltar a ativa com o blog, vocês sabem, como antigamente, só que agora com a ajuda de vocês.

Tenho o label 4YOU, que é uma área só para meus leitores, lá tem dicas, inspirações, músicas e textos que gosto de dividir, e agora mais uma coisinha para adoçar a nossa vida:
O projeto conte sua história abre as portas do meu coração, para vocês contarem suas histórias e elas virarem poesia.

Nos leremos aqui toda segunda!
Estou ansiosa para a primeira história! 

Eu quero ler vocês, ouvir vocês e escrever sobre vocês.
Para quem quiser, meu email: iasmim.luce@hotmail.com
Estaremos nos comunicando por lá.
Quem sabe a sua história seja minha próxima poesia?
E teremos mais novidades aqui no blog em breve!
Beijos ;)

19 de abril de 2018

Gratidão


Ninguém me conhece como você, nem nunca cuidou de mim como você cuida, ninguém nunca se importou da forma como você se importa comigo. 

Você sabe que eu não suporto sentimentos ruins, e choro muito se os sentir, só você sabe o quanto eu durmo mal se não tomar uma xícara de chá e ouvir sua voz antes de dormir. 

Você conhece as minhas músicas prediletas e as transforma em canção de ninar quando preciso de paz, você é o único com quem posso ser eu mesma, sem disfarces ou a pinta de inquebrável que sempre tive. 

Só você sabe que meu coração é uma manteiga derretida, e que por qualquer coisinha abre o berro, e eu fico segurando o mundo do lado de fora. 

Você sabe que as rosas azuis são as minhas prediletas, embora eu nunca tenha visto nenhuma pessoalmente. Você sabe que eu amo o cheiro de terra molhada, pôr-do-sol, e a sensação da água do mar no meu corpo.

E você sempre está comigo, quando é difícil ou fácil, pra rir comigo ou cuidar de mim e enxugar minhas lágrimas, quando eu erro ou acerto, quando eu quebro ou me conserto, você sempre está comigo, principalmente, quando fico acordada até tarde tentando pôr meus sentimentos no papel, porque te ouvir sempre me ajuda a colocar as coisas no lugar. 

Eu ainda sinto falta da minha inocência de quando eu era pequena, embora você me diga que está tudo bem e que eu ainda sou a mesma, eu lembro claramente de como meu coração foi mastigado com o passar dos anos, e cuspido dia pós dia em folhas que nunca ninguém leu, exceto você que viu e sentiu meu coração sendo partido em vários pedacinhos, e enxergou beleza em cada lágrima que derramei ou sorriso que dei tentando esconder a dor. 

Eu me perdi algumas vezes, e sempre fechei os olhos, tentando te ver e sentir seu abraço que é o único lugar onde me sinto em casa, e esqueço do mundo, do ontem, de amanhã, das reticências...

E mesmo eu sendo tão frágil, e sabendo tão pouco sobre o amor, sigo invicta porque você enxergou minha gratidão, minha fé, você viu a esperança que cabe em mim e me enche de tanto amor que eu não caibo em mim.

Porque eu te amo. 
Eu sou aprendiz.
Sou filha.
E sou sua.



P.s.: Isso além de ser sobre o seu amor por mim, é sobre minha gratidão acima de tudo, e apesar de qualquer coisa.

Obrigada, Pai! 

16 de abril de 2018

Not mine



Eu preferiria dizer que quando a vi senti falta do seu corpo, de sentir sua pele morena e macia, e do gosto dos seus lábios, combinaria mais comigo dizer que seu vestido vermelho era muito convidativo, e eu quase me aproximei, ignorando a presença do cara que estava com ela, ignorando o fato de que ela provavelmente não queria me ver pintado de ouro, mas a primeira coisa que me nocauteou foi o fato de que eu senti falta do coração dela. 
Doeu lembrar de toda a esperança que ela depositou em mim e a devoção que tinha por mim, a dor conseguiu ser maior do que a vez que bati o carro e fiz um corte enorme na cabeça, talvez a diferença seja o fato de quando bati o carro, foi ela quem cuidou de mim, ela estava do meu lado, e agora... Bem, a dor é pela ausência dela. 

Eu posso dizer que ela aguentou muito, suportou demais, se eu fosse ela teria desistido de mim desde o início, mas incontáveis foram as vezes que ela voltou sorrindo pra mim, mesmo depois de eu ter ignorado suas ligações, transado com alguma garota e voltar bêbado, ligando pra ela às três da manhã. 

Ela era tão boa, pura, inocente, acreditava no melhor das pessoas, independente de erros anteriores, e tinha um coração tão bom. 

Ontem, quando a vi passando por mim, com um sorriso enorme no rosto, rindo de alguma coisa engraçada que o cara que estava com ela deve ter feito, ou podia estar rindo de suas histórias engraçadas que sempre viveu, percebi que ela ainda é a mesma. 

Ela cresceu, está com um rosto mais maduro, rosto de mulher perto da menininha que era, e seu batom vermelho adornou perfeitamente com seu cabelo preto e sua franjinha maluca (igual ela), que destaca seus olhos castanhos, grandes e expressivos. 

Ela está mais bonita que antes, com o mesmo olhar sonhador e o mesmo sorriso que parece curar qualquer dor, sinto falta do seu abraço que sempre foi o melhor analgésico desde que o usei pela primeira vez, mas o que mais machuca é o fato de que ela ainda é a mesma, só não é mais minha.