RELACIONADOS



categorias

5 de junho de 2016

Amor de praia não sobe a serra

Via google+
|Você pode ler ouvindo Diana Vickers - Once|

Aconteceu, sabe. Não sei se foi porque ele tinha o olhar do John Mayer, por causa do cabelo longo e molhado ou o sorriso enorme deixando as covinhas à mostra ou o corpo moldado como pede o romance, não sei exatamente o que foi, só aconteceu. Talvez tenha sido as piadas com os amigos dele, a forma como começamos a rir de coisas bobas, jogar água um no outro, e ele ser sempre o mais quieto, ou como ele me olhava depois de mergulhar, seus olhos pareciam me dar duas rosas cada vez que me olhavam.
Depois de horas rindo, dançando, nadando (ou no meu caso, tentando), depois de algumas dezenas de rosas, aconteceu. Simples assim. Ele me beijou uma, duas, três vezes e na última eu já tinha gamado. Só que quando ele começou a falar de manter contato, coisa e tal, desencantei.  Minha alma sempre teve carta de alforria, essa não iria ser a primeira vez que ela deixaria alguém se apoderar dela. Nós sempre fomos livres, sempre fizemos o que queríamos, apesar dos relacionamentos abusivos, e apesar de sofrer tanto gaslighting.
Antes de você amar alguém, você precisa amar a si mesmo. Há relacionamentos que nem chegam perto de ser amor porque falta amor próprio em alguém (ou em ambas partes), só que, me escuta, não coloque seus desejos em outra pessoa. Deseje, faça. Sonhe você mesmo!  Antes de querer cuidar de alguém, cuide de si mesmo, porque nós nascemos sozinhos e vamos morrer sozinhos, não tem ninguém que você possa contar de verdade além de si mesmo, se ame, é o maior favor que você pode fazer a si mesmo. Você sabe, às vezes, queremos uma boca para beijar e um corpo ao qual abraçar, nem que seja por uma noite, ou por horas na praia.
Aproximadamente dois anos atrás eu deixei de implorar que as pessoas ficassem na minha vida e parei de ter medo de conhecer novas pessoas, e desde então, foi a melhor coisa que fiz comigo mesma. Quer ir? Vá! Quer ficar? Fique. Já não me importo mais, porque sei estar sozinha, estar bem e feliz com isso. A liberdade é algo que revigora. Depois que você a tem, impossível querer se prender a algo.


3 comentários: