RELACIONADOS



categorias

27 de setembro de 2016

Carta para o rei das minas

@SelenaGomez

Se tem uma coisa que eu sou grata aos babacas que passaram pela minha vida é pela porção de textos que escrevi sobre ou para eles.
Eu sei que você não se importa com isso, nem com nada, na verdade. Afinal, por que quem tem todas se importaria com uma que não tem? Pois é, eu não sei.

Então, sempre soube o meu valor e as coisas que conquistei foi na raça, na luta e me orgulho de todas elas, você acha mesmo que eu me desestruturaria com alguém tão raso e egoísta como você? Eu também achei que não.

Mas, essa é apenas a segunda carta de tantas outras que não saem da minha cabeça com coisas que deveria te contar, e nessa em especial tenho coisas essenciais para você entender:
a) em algum momento, ninguém sabe quando, você vai se tocar e perceber que tá fazendo errado; vai querer que alguém te ligue ou ter alguém para ligar antes de dormir pra contar como foi seu dia. Você vai ansiar por um sorriso, um apenas, que faça toda tormenta ou momento difícil um pouco menos pior. Vai querer ter a lembrança de uma gargalhada especial para fechar os olhos e dormir tranquilo e pensará no carinho que ela poderia estar te fazendo ou nos beijos e abraços que poderiam estar trocando. Você vai desejar um perfume, um único perfume, mas não encontrará porque todas elas passaram por sua vida, te tocaram, se doaram e você nunca esteve realmente lá. É como se tu estivesse numa enorme bolha onde nunca ninguém conseguiu entrar, e olha só, talvez você nem saiba disso, por isso estou te alertando, porque é inevitável, vai acontecer.

Você vai querer alguém do seu lado e não haverá, porque tu nunca esteve em lugar nenhum. Nunca beijou nenhuma boca realmente, nunca despiu nenhuma dessas garotas, nem transou, fodeu ou fez amor com nenhuma delas. Nunca esteve lá, nunca esteve inteiro. E esse é o problema dos babacas: precisam massagear o ego, ter sempre algo a disposição pra tapar o buraco e sentir alguma coisa.
Mas, sentir? Sentir de verdade? Bem difícil. Mais difícil ainda é você se tocar que em algum momento nenhuma delas estarão lá.

Quase ia esquecendo da segunda coisa:
Eu não estou mais aqui.



6 comentários:

  1. Moça, que texto mara! Realmente hoje em dia todos estão preocupado com seu próprio ego. Nós nunca pensamos no amanhã, sempre queremos nos satisfazer e o resto que se exploda. Coloquei no modo geral, pois em algum momento, querendo ou não, fomos egoísta. Enfim, amei o texto!

    Prazer, Jéssica

    ResponderExcluir
  2. Magnífico, minha palavra do dia. já a usei umas trezentas vezes hoje e vou vou usar mais uma. Magnífica essa sua retratação de mais um tipo de amor (se é que pode ser entendido como tal).

    ResponderExcluir
  3. Enviamos um convite para o teu email :)

    ResponderExcluir