RELACIONADOS



categorias

7 de janeiro de 2018

Não se preocupe, você amará novamente



Eu conheço uma garota que, antigamente, as pessoas olhavam pra ela e já sentiam o brilho inocente e o desejo fulminante por algo real, que provasse a ela que ainda havia tempo, que não era inútil ter esperanças.

Ela sorria com o corpo inteiro e abraçava com os olhos, independente de quantos dos seus pedaços foram subtraídos.

Ela havia chegado ao ponto em que sabia muito pouco sobre o amor, e havia perdido suas lembranças, idealizações e esperanças sobre ele. 

Se sentia como se seu coração tivesse sido esmagado por uma pedra enorme, e atrofiado nos ossos das costas, depois de tanto que viu, ouviu, soube, descobriu e sentiu. 

Porque o mundo é injusto e cruel, e se não formos fortes o suficiente não estaremos mais vivos antes mesmo de morrer. 

Eu só gostaria que ela soubesse que não precisa se preocupar tanto, nem se machucar mais, porque ela ainda amará novamente.